Páginas

quinta-feira, 15 de março de 2012

DIA DA POESIA?

espalho versos sem disciplina
minha sina meu respirar:
és meu verso e eu, teu servo,
te sirvo o amar

poemas me surgem sem quê nem porquê
aqui e acolá vão se soltando
e só quem me lê vai completando
o seu existir
de onde provém esse meu elixir?

pérola e emoção, atrai emoção
a quem lê
essa ressonância entre mim e você
respirar não se adia
poesia tem hora? tem dia?

2 comentários:

  1. Oi, Poeta Paulo Nascentes!
    Parabéns pelo blog!
    Não sabia que você era Poeta!
    Um abraço,
    Nazaré Laroca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, amiga Nazaré!
      Poemas cometo, às vezes,
      e depois,
      arrependido por meses,
      evitar a recaída prometo.
      Mas, sabes como é!
      Quem já comeu melado...
      Vem a Musa e me lambuza!
      [Valeu, Poeta e Amiga!]

      Excluir